Rita Canas Mendes é a autora vencedora da 1ª edição do programa de Residência Literária, a realizar de 16 de outubro a 16 de novembro, na cidade de Maputo, em Moçambique.

 

Criado ao abrigo do protocolo de cooperação celebrado entre a Câmara Municipal de Lisboa (CML) e o Camões – Centro Cultural Português em Maputo, o programa destina-se a escritores de nacionalidade portuguesa com obra publicada, residência oficial em Lisboa ou que se encontrem a viver, estudar e/ou trabalhar na cidade e que pretendam desenvolver um projeto de criação literária, coerente com o seu percurso e pertinente na proposta de relação com Moçambique. O júri constituído por Clara Riso (Casa Fernando Pessoa, convidada), Manuel Veiga (Câmara Municipal de Lisboa) e João Pignatelli (Camões – Centro Cultural Português em Maputo) decidiu por unanimidade selecionar a proposta de trabalho de Rita Canas Mendes, considerando que no universo das candidaturas admitidas é a que melhor se enquadra na lógica do presente programa de Residência Literária.

 

O júri valorizou o impacto e benefícios expectáveis que novos encontros e experiências proporcionados pela residência poderão refletir, de forma determinante, na atividade literária da candidata vencedora, bem como, o projeto de criação literária apresentado, em função do currículo e do tempo do programa. Rita Canas Mendes será a escritora em residência na cidade de Maputo, de 16 de outubro a 16 de novembro de 2019.

+ info sobre a vencedora: www.ritacanasmendes.com